TANABATA – O Festival das Estrelas

O Tanabata é um evento que remonta a séculos, ele é realizado a cada verão para celebrar o encontro de dois jovens amantes Orihime e Hikoboshi, representados pelas estrelas Vega e Altair.  O festival é celebrado em muitas partes do Japão e festivais similares são realizados na Coréia e na China todos os anos durante os meses de verão.

19987355_1416100038469387_1389189456_n
Representação da Festividade do Tanabata no Japão.

A história de Tanabata foi inspirada por um antigo folktale chinês, que conta sobre um pobre pastor de rebanhos (representado pela estrela Altair) e uma menina de tecelagem humilde (representada pela estrela Vega), ambos estavam perdidamente apaixonados e acabaram negligenciando seus deveres para seus mestres celestiais. Como punição, o menino e a menina foram colocados no céu e separados para sempre pelo Reino Celestial (Via Láctea). Mas os espíritos celestiais tiveram alguma compaixão. Uma vez por ano, na sétima noite da sétima lua, os amantes podiam atravessar uma ponte que atravessava o rio celestial das estrelas.

tanabata2
Na fotografia, Vega (Orihime) e Altair (Hikoboshi) são mostrados separados pela Via Láctea.

 

Anúncios

Um comentário sobre “TANABATA – O Festival das Estrelas

  1. Boa tarde,

    Há uns anos atrás, descobri um site – obviamente estrangeiro – que “posicionava no céu”, no espaço, assim, na media em que se mexia o mouse, o céu “girava” e vários ângulos, parecido com aquela cena de “Gravidade”, o filme com Sandra Bullok, quando ela e o parceiro se “soltam” no espaço preso por umas cintas de lona e ficam girando……
    Perdi o endereço desse site/aplicativo. Conhecem?
    Agora, uma série mais complicada:

    Sou blogueiro e estou começando a escrever um livro de ficção científica, sem o rigoroso compromisso com a verdade científica. Trata-se apenas de ficção, mas gostaria que fosse verossímil.

    Portanto, não quero inventar coisa absurda que faça um astrônomo cair de rir….não precisa ter fundamento…agora, vão as minhas ponderações concretas

    1) É interessante que a viagem não seja longa demais, mas se eu me apoiar na propulsão fotônica, terei que dar “soluções” que nenhum cientista se atreve a sugerir….existe alguma discussão em curso, sobre velocidade maior que a tecnologia atual, mas que a engenharia aeroespacial esteja mais avançada, ainda que de forma inconclusiva ?
    2) Preciso “descobrir”, um planeta habitável ou supostamente habitável, mas ao que parece, o máximo que se supões é pròximo à constelação/sistema – “sei-lá-o-quê”, Alfa Centauri, que é longe demais até para a velocidade da luz…a solução que imagino é: EXISTE UM MAPEAMENTO DO ESPAÇO, tal como existia no tempo das navegações do Séc. XV, onde se possa dizer : “Nesta região do Espaço, não há o que dizer, ninguém sabe nada”, assim: é para lá que vou alocar o “meu planeta”
    Espero ter sido claro….

    Obrigado e Boa tarde…

    Eduardo

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s