Hackers podem transformar satélites em armas

Recentemente a SpaceX e outras empresas tem feito grandes esforços para colocar em órbita milhares de pequenos satélites de baixo custo, mas a falta de regulamentação para crimes cibernéticos pode torná los vulneráveis. Isso é preocupante….

A corrida para colocar satélites no espaço

Como muitos sabem, a SpaceX ocupa a liderança como operadora da maior constelação de satélites ativos do mundo. Outras empresas como Amazon e OneWeb estão concorrendo para colocar milhares de satélites em órbita nos próximos meses.

Esses milhares de satélites tem potencial para revolucionar a vida na Terra proporcionando internet rápida e eficiente aos cantos mais remotos do planeta, monitorando o meio ambiente e melhorando os sistemas de navegação global.

A parte preocupante da coisa

Nessa corrida para alcançar a liderança há uma pressão muito grande em acelerar o desenvolvimento e a produção de satélites. Baixar os custos parece uma boa ideia e é  exatamente neste momento que a cibersegurança se compromete!

Você deve estar se perguntando: Por que não investem em cibersegurança, afinal?

Então.. não é tão simples assim!

Todas as empresas estão preocupadas com isso, no entanto, os custos associados à garantia da segurança podem exceder o custo do próprio satélite. 

Os fabricantes desses satélites usam tecnologia pronta e de código aberto, dessa forma os hackers podem analisa-los em busca de vulnerabilidades. Sem falar que são vários os fabricantes envolvidos na construção de componentes físicos dos satélites, e até mesmo o seu lançamento ao espaço depende não apenas de uma, mas de várias empresas. Como é praticamente tudo terceirizado, as vulnerabilidades aumentam à medida que os hackers têm várias oportunidades de se infiltrar no sistema.

Portanto, muitas vezes não fica claro quem é o responsável pelas violações cibernéticas. Essa falta de clareza gera complacência e dificulta os esforços para garantir segurança a esses importantes sistemas.

Transformando satélites em armas

Ao assumir o controle dos satélites os hackers poderiam simplesmente desliga los, negando acesso aos seus serviços. Além disso também é possível bloquear ou falsificar os sinais de satélites comprometendo redes elétricas, redes de água e sistemas de transporte.

Alguns desses satélites tem propulsores que lhes permitem acelerar, desacelerar e mudar de direção no espaço. Se os hackers controlassem esses satélites as consequências poderiam ser catastróficas. Os hackers podem alterar as órbitas dos satélites e colidi-los com outros satélites ou até com a Estação Espacial Internacional.

É necessário regulamento

Segundo Willian Akoto, pesquisador da universidade de Denver – alguns analistas começaram a advogar um forte envolvimento do governo no desenvolvimento e regulamentação de padrões de segurança cibernética para satélites e outros ativos espaciais. O Congresso poderia trabalhar para adotar uma estrutura regulatória abrangente para o setor espacial comercial. Por exemplo, eles poderiam aprovar legislação que exige que os fabricantes de satélites desenvolvam uma arquitetura comum de segurança cibernética.

Eles também podem exigir a denúncia de todas as violações cibernéticas envolvendo satélites. Também é preciso haver clareza sobre quais ativos baseados em espaço são considerados críticos para priorizar os esforços de segurança cibernética. Uma orientação legal clara sobre quem é responsável por ataques cibernéticos em satélites também ajudará bastante a garantir que as partes responsáveis ​​tomem as medidas necessárias para proteger esses sistemas.

Dado o ritmo tradicionalmente lento da ação do Congresso, pode ser necessária uma abordagem de várias partes interessadas envolvendo cooperação público-privada para garantir padrões de segurança cibernética. Quaisquer que sejam as medidas tomadas pelo governo e pela indústria, é imperativo agir agora. Seria um erro profundo esperar que os hackers adquirissem o controle de um satélite comercial e o utilizem para ameaçar vidas, membros e propriedades aqui na Terra ou no espaço.

Se você quiser saber tuuudo, tudinho sobre os satélites Starlink da SpaceX clique aqui 

Ah, não se esqueçam de seguir o blog e deixar o seu comentário ! 😉

Fontes:  Astronomy.com / The conversation/ William Akoto pesquisador de pós doutorado da universidade de Denver

 

Um comentário sobre “Hackers podem transformar satélites em armas

Deixe uma resposta