Projeto Kuiper – A constelação de 3.236 satélites da Amazon

A gigante de vendas pela internet, Amazon, possuí um projeto ambicioso que a torna uma das empresas na corrida pelo fornecimento de internet através de uma constelação de satélites. Outros concorrentes no mercado incluem a Spacex, Boeing, Facebook, LeoSat, OneWeb e Telesat.

Certamente este é o tipo de coisa que nos interessa muito, então chega mais!

O que sabemos sobre o Projeto Kuiper

O projeto cujo codinome homenageia o cientista planetário Gerard Kuiper, e o extenso Cinturão de Kuiper do nosso sistema solar, provavelmente não será o nome comercial do serviço de internet disponibilizado pela Amazon futuramente, mas eu gostaria muito que fosse!

Segundo a Amazon, o objetivo do Projeto Kuiper é lançar uma constelação de satélites de órbita terrestre baixa que fornecerá internet de alta velocidade e de baixa latência para comunidades não atendidas e carentes em todo o mundo. Sendo assim, dezenas de milhões de pessoas que carecem de acesso básico à internet banda larga serão beneficiadas.

Além de fornecer serviço de estação terrestre para clientes, a Kuiper também fornecerá backhaul (o lado da rede que se comunica com a Internet) para a implantação de 5G que permitirá a disseminação da Internet das Coisas, entre outros benefícios.

Um detalhe, o povo do Alasca se lascou! O serviço não poderá ser fornecido para a maior parte do Alasca. A cobertura começa nas latitudes 56ºN e 56ºS e se expande rapidamente em direção ao Equador conforme mais satélites forem lançados. Cerca de 95% da população mundial vive dentro dessa ampla faixa do planeta.

O projeto avaliado em 10 bilhões de dólares será implantado em 5 fases e o serviço começará assim que os primeiros 578 satélites forem lançados. A constelação será composta de 3 camadas de satélites – 784 em uma órbita de 590 quilômetros, 1.156 em uma órbita de 630 quilômetros e 1.296 em uma órbita de 610 quilômetros. De acordo com o documento emitido pela União Internacional de Telecomunicações, os satélites circundariam a Terra muito mais perto do que algumas das outras constelações de banda larga em desenvolvimento.

O Projeto Kuiper propõe desorbitar os satélites em no máximo 355 dias
após a conclusão de sua missão, um prazo mais curto do que o padrão de 25 anos estabelecido pela NASA.

O que não se sabe

Muitos detalhes permanecem ocultos, como por exemplo o design dos satélites, quem irá construí los, quando e como serão lançados ao espaço..

Posso estar errada, mas me parece muito óbvio que os satélites Kuiper serão enviados ao espaço pela Blue Origin, do mesmo fundador da Amazon, Jeff Bezos. A empresa está desenvolvendo um foguete reutilizável chamado New Glenn e seu primeiro voo está previsto para 2021.

Jeff Bezos fundador das empresas Amazon e Blue Origin

Ainda há muito pela frente até que a constelação de satélites da Amazon dê o seu show. Portanto, mantenham se atualizados se inscrevendo no blog para receber todas as atualizações em primeira mão.

Clique aqui para saber tudo sobre a constelação de satélites da SpaceX

Fontes: FCC (FCC 20-102)/Space.com/SpaceNews/Geekwire

Um comentário sobre “Projeto Kuiper – A constelação de 3.236 satélites da Amazon

  1. Boa tarde!
    Estou escrevendo um conto sobre ficção científica, e gostaria de saber se posso contatá-los para obter algumas informações sobre planetas e viagens espaciais, para que o conteúdo, apesar de ficção, não fique muito longe do conhecimento científico de astronomia.

    Obrigado,

    Eduardo.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s