Calendário Astronômico de 2021

Aqui você vai encontrar alguns dos eventos astronômicos mais importantes do ano de 2021. A maioria deles poderá ser observado a olho nu ou com o auxílio de um binóculos.

2 a 3 de Janeiro – Chuva de Meteoros Quadrantídeos

O ano se inicia com direito a uma belíssima chuva de meteoros. Serão até 40 meteoros por hora em seu pico. Os meteoros irradiam da constelação de Boötles também conhecida pelo nome “O Boiadeiro”, no entanto os meteoros podem aparecer em qualquer lugar no céu. Acredita se que a Chuva de Meteoros Quadrantídeos seja produzida por grãos de poeira deixados por um cometa já extinto chamado de 2003 EH1, descoberto em 2003.

22 de Abril – Chuva de Meteoros Líridas

Produzida por partículas de poeira deixadas pelo cometa C/1861 G1 Thatcher, a chuva de meteoros Líridas produz cerca de 20 meteoros por hora durante o seu pico. Neste ano, o brilho da lua quase cheia bloqueará quase todos os meteoros, sendo assim você conseguirá observar apenas os mais brilhantes. No entanto, vale a pena ressaltar que os meteoros mais brilhantes produzem rastros de poeira que duram vários segundos e será incrível!

27 de Abril – Primeira Superlua do ano de 2021

Nesta fase a Lua estará perto de sua abordagem mais próxima da Terra e parecerá maior e mais brilhante do que o normal. Nesta época é muito comum que a internet fique inundada de imagens da Lua pintada na cor rosa e que alguns sites utilizem o termo “Lua Rosa”, mas quero adiantar que ela só aparecerá rosa nos memes e imagens da internet mesmo! O termo Lua Rosa surgiu dentro das primeiras tribos nativas americanas como forma de indicar que a primavera estava se aproximando. Para nós é apenas uma ótima oportunidade de admirar a sua beleza!

6 de Maio – Chuva de Meteoros Eta Aquáridas

Imperdível, com cerca de 60 meteoros por hora em seu pico no hemisfério norte e 30 meteoros por hora no hemisfério sul, estamos falando de nada mais nada menos do que as poeiras do famoso cometa Halley! A melhor forma de observar é ir para um local com baixa poluição luminosa após a meia noite. Os meteoros irradiam da constelação de Aquário, mas podem aparecer em qualquer lugar no céu.

26 de Maio – Superlua e Eclipse Lunar

A segunda Superlua do ano de 2021 estará em sua abordagem mais próxima do planeta Terra e parecerá maior e mais brilhante do que o normal. Devido as várias tradições existentes este fenômeno também é conhecido como Lua da Plantação de Milho, Lua das Flores e Lua do Leite.

O eclipse lunar será visível em algumas partes do mundo, e no Brasil poderá ser observado de forma penumbral.

10 de Junho – Eclipse Solar Anular

Um anel de luz ao redor do Sol poderá ser observado neste dia ao extremo leste da Rússia, Oceano Ártico, Oeste da Groenlândia e Canadá. Na Europa, Nordeste dos Estados Unidos, e grande parte da Rússia será possível observar o eclipse em sua forma parcial. Caso você não esteja em um destes países é só acompanhar as fotografias belíssimas que irei postar no Instagram @papo.astronomico

24 de Junho – Última Superlua do ano

A última das Superluas do ano de 2021, conhecida popularmente como a Lua do Morango, Lua Rosa e Lua Mel. Nesta noite a Lua cheia parecerá maior e mais brilhante do que o normal.

28 de Julho – Chuva de Meteoros Delta Aquáridas

Produzida por detritos dos cometas Marsden e Kracht, a chuva de meteoros Delta Aquáridas produz até 20 meteoros por hora durante o seu pico. No entanto, a Lua quase cheia acabará atrapalhando as observações. Os meteoros irradiam da constelação de Aquário, mas podem aparecer em qualquer lugar do céu. Vá para um lugar com baixa poluição luminosa e com sorte conseguirá observar!

2 de Agosto – Saturno na oposição

O planeta Saturno estará mais próximo da Terra e sua face será totalmente iluminada pelo Sol. Será mais claro do que em qualquer outra época do ano e ficará visível a noite toda. É a melhor data para ver e fotografar Saturno e suas luas!

12 de Agosto – Chuva de Meteoros Perseidas

Uma das chuvas de meteoros mais famosas para os amantes da astronomia! Produzida pelo cometa Swift-Tuttle, que foi descoberto em 1862. Durante o seu pico, a chuva de meteoros Perseidas produz até 60 meteoros brilhantes por hora. A lua crescente favorecerá as observações nesta noite!

19 de Agosto – Júpiter em oposição

Essa é a melhor data para observar e fotografar o planeta gigante e suas luas. Júpiter estará mais próximo da Terra e sua face será totalmente iluminada pelo Sol. Um telescópio de tamanho médio deve ser capaz de mostrar alguns dos detalhes das faixas de nuvens de Júpiter. Um bom par de binóculos deve permitir que você veja as quatro maiores luas de Júpiter, aparecendo como pontos brilhantes em cada lado do planeta.

22 de Agosto – Lua Azul

Conhecida como Lua Azul, esta é a terceira das quatro luas cheias dessa temporada. Como normalmente existem apenas três luas cheias em cada estação do ano, dizemos que este é um evento raro.

14 de Setembro – Netuno em oposição

O planeta gigante azul estará mais próximo da Terra e ficará visível durante a noite toda. Essa é a melhor época para ver e fotografar Netuno!

7 de Outubro – Chuva de Meteoros Draconídeos

Os grãos de poeira deixados para trás pelo cometa 21P Giacobini-Zinner produzem cerca de 10 meteoros por hora. Diferente das outras chuvas de meteoros, nos Draconídeos a melhor visualização se dá no início da noite. Neste ano, a lua quase nova deixara os céus escuros o suficiente para uma boa observação.

21 de Outubro – Chuva de Meteoros Orionídeas

Orionídeas é uma chuva média, produz até 20 meteoros por hora durante o pico. É produzida por grãos de poeira deixados pelo cometa Halley! A Lua cheia será um problema, pois o seu brilho bloqueará a observação dos meteoros mais fracos. Ainda assim é possível observar os meteoros mais brilhantes, portanto não se esqueça de procurar um local com baixa poluição luminosa para aproveitar este evento astronômico!

19 de Novembro – Eclipse Lunar Parcial

Durante este tipo de eclipse, uma parte da Lua escurece à medida que se move pela sombra da Terra. O eclipse será visível na maior parte do leste da Rússia, Japão, Oceano Pacífico, América do Norte, México, América Central e partes do oeste da América do Sul.

4 de Dezembro – Eclipse Solar Total

Um eclipse solar total ocorre quando a Lua se posiciona entre a Terra e o Sol formando uma sombra. Não visível no Brasil, o eclipse solar total será visível na Antártida, na África do Sul e no sul do Oceano Atlântico. Por ser um fenômeno muito apreciado é certo de que teremos belíssimas fotografias.

13 de Dezembro – Chuva de Meteoros Geminídeas

A maior das maiores chuvas de meteoros, a mais aguardada pelos amantes da astronomia. Sim, a chuva de meteoros que produz cerca de 120 meteoros multicoloridos por hora durante o pico! Essa chuva de meteoros é produzida por destroços deixados para trás por um asteroide conhecido como 3200 Phaethon, que foi descoberto em 1982. A lua crescente vai bloquear a maioria dos meteoros mais fracos este ano. Mas os geminídeos são tão numerosos e brilhantes que ainda assim será possível observar o show.

Acompanhe de perto

Nem sempre é possível observar estes eventos astronômicos. Seja pelas condições climáticas, geográficas ou pessoais! Siga o blog no Instagram @papo.astronomico e fique por dentro das melhores fotografias dos eventos astronômicos de 2021!

Desejo bons céus a todos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s