Bilionário Richard Branson chegará ao espaço no primeiro lançamento totalmente tripulado da Virgin Galactic

O fundador da Virgin Galactic, Richard Branson, fará o lançamento no primeiro voo totalmente tripulado da empresa neste domingo 11 de julho de 2021, como parte de uma tripulação de seis pessoas. A Missão “Unity 22” será um teste de voo de vinte segundos para o VSS Unity e o quarto voo espacial tripulado da Virgin Galactic. Também será a primeira vez que a Virgin compartilhará uma transmissão ao vivo!

O veículo VSS Unity SpaceShipTwo da Virgin Galactic partirá com a tripulação da Missão Unity 22 diretamente do Spaceport America, próximo a cidade de Truth or Consequences – Novo México. A transmissão ao vivo se iniciará às 9:00 horas, horário de Brasília.

Branson avaliará a experiência do astronauta particular e passará pelo mesmo treinamento, preparação e voo que os futuros astronautas da Virgin Galactic. 

Bilionário Richard Branson, fundador da Virgin Galactic

A empresa usará suas observações de treinamento de voo e experiência em voos espaciais para aprimorar a jornada de todos os futuros clientes astronautas.

Objetivos da Missão Unity 22

  • Avaliar a cabine do cliente comercial com uma tripulação completa, incluindo o ambiente da cabine, o conforto do assento, a experiência sem peso e as vistas da Terra que a nave oferece – tudo para garantir que cada momento da jornada do astronauta maximize a maravilha e a admiração criadas pela viagem espacial
  • Demonstrar as condições para a realização de experimentos de pesquisa com tendência humana
  • A confirmação do programa de treinamento no Spaceport America apóia a experiência de voo espacial

Após este voo, a equipe fará as inspeções dos veículos e uma ampla revisão dos dados, que informarão os próximos passos do programa de voo de teste. Dois voos de teste adicionais estão planejados antes que a Virgin Galactic inicie seu serviço comercial em 2022.

O que realmente significa “chegar ao espaço”

Durante a semana surgiram polêmicas sobre o que realmente seria chegar ao espaço. Isso porque a Blue Origin, de Jeff Bezos, chamou a atenção para esse fato, alegando que o seu foguete New Shepard fica bem acima da linha de Kármán. No entanto, Branson retrucou dizendo que o Unity voará no dia 11 de julho simplesmente porque está pronto para isso. 

Richard Branson fundador da Virgin Galactic à esquerda, Jeff Bezoz fundador da Blue Origin à direira.

Durante uma entrevista concedida à National Public Radio (NPR), Branson ainda observou que a NASA e a FAA reconhecem o limite de 80 quilômetros e que os passageiros terão aproximadamente a mesma quantidade de tempo sem peso tanto no Unity quanto no New Shepard. A Virgin Galactic prometeu cerca de 4 minutos de ausência de peso em seus voos. 

A Linha de Karman

No século passado, um físico chamado Theodore von Kármán propôs que o espaço começa onde as forças da dinâmica orbital excedem as da aerodinâmica e instituiu que essa linha fica em 100 quilômetros. No entanto, o astrofísico Jonathan McDowell, publicou um estudo em 2018 usando a definição de Karman. Segundo os cálculos de McDowell o limite real fica entre 70 km e 90 km (43 a 56 milhas).

Como assistir a Virgin Galactic lançando o bilionário Richard Branson ao espaço

A partir das 9 horas da manhã, horário de Brasília, no canal oficial da Virgin Galactic no Youtube

Apoie os divulgadores científicos do Brasil

Assista a transmissão deste voo histórico nos canais de divulgadores científicos do Brasil que estão fazendo um belíssimo trabalho.

O Canal Space Today vai transmitir a live em seu canal no Youtube com a presença do ilustre Marcos Palhares, nosso futuro astronauta brasileiro que em breve também fará parte da tripulação da Virgin galactic.

A live também será transmitida nos canais Space Orbit, Café e Ciência e outros..

Portanto fiquem ligados e não percam mais este momento histórico da exploração espacial!

Fontes: Virgin Galactic / Space.com

3 comentários sobre “Bilionário Richard Branson chegará ao espaço no primeiro lançamento totalmente tripulado da Virgin Galactic

  1. Pingback: Saiba como foi o voo suborbital bem sucedido da Virgin Galactic – Papo Astronômico

Deixe uma resposta para Bruna Marques Cancelar resposta