Calendário Astronômico de 2022

O ano de 2022 já chegou, e vem trazendo com ele tudo o que os amantes do céu mais amam: chuvas de meteoros, eclipses, super luas e muito mais.. Confira os principais eventos astronômicos de 2022!

Janeiro

A chuva de meteoros Quadrantidas abriu o ano de 2022, dando um verdadeiro espetáculo nos céus com o seu pico atingindo cerca de 40 meteoros por hora. O pico da chuva de meteoros Quadrantidas ocorre anualmente de 1 a 5 de janeiro!

Ainda neste mês, será possível observar o planeta Mercúrio, pois ele estará em seu ponto mais alto acima do horizonte no céu noturno. Procure o planeta baixo no céu ocidental logo após o pôr do sol.

Abril

Produzida por partículas de poeira deixadas pelo cometa C / 1861 G1 Thatcher, que foi descoberto em 1861. A chuva de meteoros Líridas ocorre anualmente de 16 a 25 de abril, geralmente produzindo cerca de 20 meteoros por hora em seu pico.

Ainda no mês de Abril, a lua cobrirá apenas uma parte do sol, o que resultará em um belíssimo eclipse solar parcial.  Este eclipse parcial será visível em quase todo o sudeste do Oceano Pacífico e no sul da América do Sul. Será melhor visto da Argentina com 53% de cobertura. Mas lembre se que esse tipo de evento só pode ser observado com segurança com um filtro solar especial ou olhando para o reflexo do Sol.

Maio

Produzida por partículas de poeira deixadas pelo cometa Halley, a chuva de meteoros Eta Aquáridas é capaz de produzir até 60 meteoros por hora em seu pico. No entanto, os observadores do hemisfério norte devem observar uma quantidade menor de meteoros, cerca de 30 por hora. A chuva ocorre anualmente de 19 de abril a 28 de maio. Seu pico este ano ocorre na noite de 6 de maio e na manhã de 7 de maio.

Na noite de 16 de Maio, a Lua passará completamente pela sombra escura da Terra, ou umbra. Durante este tipo de eclipse, a Lua ficará gradualmente mais escura e então adquirirá uma cor enferrujada ou vermelho sangue. O eclipse lunar total será visível em toda a América do Norte, Groenlândia, Oceano Atlântico e partes da Europa Ocidental e da África Ocidental.

Junho

A primeira das três super luas de 2022 – para os amantes da Lua e para todos aqueles que adoram reclamar do termo Lua de Morango, na noite de 14 de Junho, a Lua estará perto de sua abordagem mais próxima da Terra e parecerá um pouco maior e mais brilhante do que o normal.

Julho

Para a alegria dos selenófilos, é a vez de mais uma super lua brilhar nos céus da noite de 13 de Julho. A Lua estará localizada no lado oposto da Terra, pois o Sol e sua face estarão totalmente iluminados. A Lua estará próxima de sua maior aproximação com a Terra e parecerá um pouco maior e mais brilhante do que o normal.

Ainda neste mês, um espetáculo poderá ser visto nos céus! É a vez da chuva de meteoros Delta Aquáridas. Produzida por detritos deixados pelos cometas Marsden e Kracht, a chuva ocorre anualmente de 12 de julho a 23 de agosto. Em 2022 ela atinge seu pico na noite de 28 de julho e na manhã de 29 de julho. A melhor visualização será em um local escuro após a meia-noite. Os meteoros irradiarão da constelação de Aquário, mas podem aparecer em qualquer lugar no céu.

Agosto

A última das três super luas do ano de 2022 brilhará nos céus da noite de 12 de Agosto.

Ainda no mês de Agosto ocorrerá a chuva de meteoros Perseidas. Essa chuva de meteoros é produzida pelo cometa Swift-Tuttle, que foi descoberto em 1862. As Perseidas são famosas por produzir um grande número de meteoros brilhantes.  Seu pico neste ano ocorre na noite de 12 de agosto e na manhã de 13 de agosto. Infelizmente, a lua quase cheia deste ano bloqueará todos, exceto os meteoros mais brilhantes. Mas as Perseidas são tão brilhantes e numerosas que ainda poderá ser um show decente. A melhor visualização será em um local escuro após a meia-noite. Os meteoros irradiarão da constelação de Perseu, mas podem aparecer em qualquer lugar no céu.

No dia 14 de Agosto, o planeta Saturno estará mais próximo da Terra e sua face será totalmente iluminada pelo sol. Será mais claro do que em qualquer outra época do ano e ficará visível durante toda a noite. Então salvem essa data para fazer astrofotografias incríveis do planeta Saturno!

Setembro

Chegou a vez de observar o planeta Netuno! Na noite de 16 de Setembro, aquele gigante azul estará mais próximo da Terra e sua face será totalmente iluminada pelo sol. Esta é a melhor época para ver e fotografar Netuno. Devido à sua extrema distância da Terra, ele aparecerá apenas como um minúsculo ponto azul em todos os telescópios, exceto os mais poderosos.

Ainda no mês de Setembro, será possível observar o planeta Júpiter mais claro do que em qualquer outra época do ano e ficará visível durante toda a noite. Um telescópio de tamanho médio deve ser capaz de mostrar alguns dos detalhes das faixas de nuvens de Júpiter. Um bom par de binóculos deve permitir que você veja as quatro maiores luas de Júpiter, aparecendo como pontos brilhantes em cada lado do planeta.

Outubro

A chuva de meteoros Draconídeos atinge seu pico este ano na noite de 7 de Outubro. A melhor visualização dos Draconídeos é no início da noite, em vez da madrugada, como a maioria das outras chuvas. É uma chuva de meteoros de pequenas proporções, e poderá atingir o número de 10 meteoros por hora durante o seu pico!

Ainda no mês de Outubro, os grãos de poeira deixados pelo cometa Halley darão um show nos céus durante a chuva de meteoros Orionídeas na noite de 21 de outubro e na manhã de 22 de outubro. Os meteoros irradiarão da constelação de Órion, mas podem aparecer em qualquer lugar no céu.

No dia 25 de Outubro, ocorrerá um eclipse solar parcial que será visto em partes do oeste da Rússia e do Cazaquistão. Será melhor visto da Rússia central, com cobertura de mais de 80%.

Novembro

O mês de Novembro se inicia com a pequena chuva de meteoros Tauridas atingindo seu pico na noite de 4 de Novembro. Ela produz cerca de 5 a 10 meteoros por hora, e consiste em dois fluxos separados. O primeiro é produzido por grãos de poeira deixados para trás pelo Asteroide 2004 TG10. O segundo fluxo é produzido por detritos deixados para trás pelo cometa 2P Encke.

Na noite de 8 de Novembro, um eclipse lunar total tomará conta dos céus. O eclipse será visível em todo o leste da Rússia, Japão, Austrália, Oceano Pacífico e partes do oeste e centro da América do Norte.

Ainda no mês de Novembro será possível observar e fotografar o planeta Urano. Ele estará mais próximo da Terra e sua face será totalmente iluminada pelo sol. Na noite de 9 de Novembro ele aparecerá apenas como um minúsculo ponto azul-esverdeado em todos os telescópios, exceto os mais poderosos.

Para fechar o mês com chave de ouro, teremos a chuva de meteoros Leonidas produzindo uma média de até 15 meteoros por hora em seu pico. O seu pico este ano é na noite do dia 17 e na manhã do dia 18!

Dezembro

No dia 8 de Dezembro, o planeta Marte estará mais próximo da Terra. Será mais claro do que em qualquer outra época do ano e ficará visível durante toda a noite. Salvem essa data para astrofotografias incríveis do planeta vermelho!

Na noite de 13 de Dezembro teremos o pico de uma das chuvas de meteoros mais aguardadas pelos amantes da astronomia – A chuva de meteoros Geminídeas! Ela é produzida por destroços de um asteroide conhecido como 3200 Phaethon, e pode produzir até 120 meteoros multicoloridos por hora em seu pico!

A chuva de meteoros Ursídeas fecha o ano de 2022 produzindo cerca de 5 a 10 meteoros por hora. O seu pico este ano é na noite do dia 21 e na manhã do dia 22. A melhor visualização será logo após a meia-noite, em um local escuro, longe das luzes da cidade. Os meteoros irradiarão da constelação da Ursa Menor, mas podem aparecer em qualquer lugar no céu.

Deixe uma resposta