Breaking News

Tecido Humano é Produzido no Espaço

Doenças cardíacas são a principal causa de morte no mundo e por isso os cientistas estão desenvolvendo tecidos artificiais que possam ser usados ​​para reparar corações doentes e, eventualmente, criar órgãos transplantáveis. Por isso o último retorno da Cápsula Dragon, da Estação Espacial Internacional (ISS) à Terra, em 30 de abril, trouxe consigo uma descoberta revolucionária: a primeira amostra viva de tecido humano produzido no espaço.

Esse tecido foi produzido por meio de um módulo de biofabricação da empresa privada Redwire Space ($RDW), instalado na ISS em 2023. Agora a amostra está agora sendo submetida a mais testes nas instalações da Redwire em Greenville, Indiana.

A importância dessa conquista está no tratamento de doenças cardíacas. Uma vez que o tecido humano produzido no espaço poderia ser usado para criar adesivos cardíacos como tratamento para tecido cardíaco danificado. Além de desenvolver órgãos transplantáveis, usando a microgravidade para replicar com precisão a estrutura tridimensional do tecido natural.

O Futuro do tecido humano produzido no espaço

O futuro dos tecidos biológicos produzidos no espaço traz novas possibilidades no campo dos transplantes de órgãos.

“Essas são conquistas científicas extraordinárias que nos aproximam de serviços biotecnológicos comerciais confiáveis ​​e em grande escala em órbita”, disse o presidente da Redwire In-Space Industries, John Vellinger.

Por isso, a Redwire deseja imprimir vasos sanguíneos humanos em 3D, durante futuras missões espaciais. Com o objetivo de revolucionar a medicina regenerativa com tratamentos mais eficazes e personalizados para cada paciente.

Parcerias e Futuras Pesquisas

Cristais de glicina cultivados com PIL-BOX da Redwire na ISS
Cristais de glicina cultivados com PIL-BOX da Redwire na ISS. A glicina é um aminoácido que desempenha funções em muitas áreas do corpo humano, como neurotransmissor, um componente do colágeno e um bloco de construção para outras moléculas importantes no corpo. Os cristais retornaram à Terra em abril de 2024. Créditos: redwirespace

A Redwire em parceria com a Butler University também trouxe de volta à Terra 36 experimentos de cristais farmacêuticos, com aplicações antivirais, antifúngicas e anticonvulsivantes. As implicações dessa pesquisa também beneficiam a indústria biofarmacêutica já que a microgravidade é ideal para o cultivo de cristais farmacêuticos maiores e mais ordenados.

Com um total de 16 futuras pesquisas planejadas, uma segunda pesquisa a bordo da ISS, está prevista para retornar à Terra em agosto de 2024.

Posts Relacionados

  • All Post
  • Astronomia
  • Curiosidades
  • Espaço
  • Eventos Astronômicos
  • Geek
  • Livros
  • Notícias
  • Popular
  • Publieditorial
  • Tecnologia
  • Trending

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-nos

Ebook de astronauta para crianças

Baixe Grátis!

Posts Populares

  • All Post
  • Astronomia
  • Curiosidades
  • Espaço
  • Eventos Astronômicos
  • Geek
  • Livros
  • Notícias
  • Popular
  • Publieditorial
  • Tecnologia
  • Trending

Trending Posts

  • All Post
  • Astronomia
  • Curiosidades
  • Espaço
  • Eventos Astronômicos
  • Geek
  • Livros
  • Notícias
  • Popular
  • Publieditorial
  • Tecnologia
  • Trending

Nosso Instagram

Categorias

Tags

Edit Template

Nunca perca uma notícia. Inscreva-se em nossa Newsletter.

Você foi inscrito com sucesso! Ops! Alguma coisa deu errado. Por favor tente outra vez.

Posts Populares

  • All Post
  • Astronomia
  • Curiosidades
  • Espaço
  • Eventos Astronômicos
  • Geek
  • Livros
  • Notícias
  • Popular
  • Publieditorial
  • Tecnologia
  • Trending

Trending Posts

  • All Post
  • Astronomia
  • Curiosidades
  • Espaço
  • Eventos Astronômicos
  • Geek
  • Livros
  • Notícias
  • Popular
  • Publieditorial
  • Tecnologia
  • Trending

© 2024 Papo Astronômico Todos os Direitos Reservados